<body>
Aconteceu essa noite !
sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Enquanto os carros passam em minha volta, vejo dois garotos em suas bicicletas. Seriam apenas dois garotos, se não fossem os mesmos que assaltaram minha mãe na noite anterior. Um deles passou como um vulto pelo pára-brisa, mas o outro, ainda consigo lembrar seu rosto, olhos azuis, cabelos loiros. Senti um frio na barriga, senti que iam nos assaltar novamente, mas ainda bem, não foi o que aconteceu! Agora me questiono as perguntas que muitos de nós nos fazemos várias vezes: Será que não tem mais jeito para essa onda de assaltos e violência? Será que todos nós cidadãos de bem, ficaremos sempre a mercê desses outros cidadãos, que tentam justificar o roubo com o motivo de serem marginalizados pela sociedade por causa de sua classe social? Às vezes eu perco as esperanças de consertar esse mundo, mas depois eu penso que se eu pensar assim as coisas vão mesmo ficar como estão, é nosso dever como cidadãos denunciar, é nosso dever como jovens lutar por um país melhor.


...



A persistência da descriminação
As origens e a realidade das desigualdades raciais no Brasil e a polêmica em torno das medidas para repará-las

Parece que o sociólogo pernambucano Gilberto Freyre nos convenceu: moramos num país tropical, abencoçado por Deus, onde todo mundo tem a chance de namorar uma nega chamada Tereza - tudo com muita camaradagem e muito orgulho. Mas, no fundo, no fundo, a situação é bem diferente. Ainda que nosso clima continue sendo tropical, ainda que o ditado popular garanta que Deus é brasileiro e ainda que existam muitas negras e mulatas lindas por aqui, a qualidade das relações interraciais no país passa longe do sentimento de orgulho. A discriminação racial não aparece como violência explícita em batalhas campais entre brancos e negros. No entanto, as estatísticas comprovam que a parcela preta e mulata da população tem uma qualidade de vida muito inferior à da porção branca e encontra muito menos oportunidade de ascensão social.

No Brasil, pretos e pardos - praticamente metade da população - têm menos acesso à saúde, à educação, ao trabalho, ao consumo e à segurança.

Resumo
Discriminação racial
Desigualdades - O país tem 49,9% de brancos e 49,5% de negros (pretos e pardos). Mas a participação dos negros na vida social, educacional, política e econômica do país não segue essa proporção. De acordo com o Ipea, o analfabetismo atinge 7,2% dos brancos, contra 16,2% de negros. A média de estudos entre brancos é de 7,7 anos, contra 5,8 anos para os negros. Em termos de renda, os negros ganham em média metade do salário pago aos brancos. Nas grandes cidades, a taxa de mortalidade dos negros por homícidio é também muito mais alta: 102,3 negros contra 15,5 brancos no Recife.
Ações Afirmativas - São medidas emergenciais que visam a abrir oportunidades sociais, econômicas e educacionais a grupos que sofrem discriminação, para acelerar sua integração social. Uma das mais discutidas atualmente é a reserva de cotas para negros nas universidades, nas empresas e nos concursos públicos. Outras ações estão previstas num projeto de lei que cria o Estatuto da Igualdade Racial, que espera aprovação no Congresso desde 1998.
Racismo - É uma doutrina surgida na Europa no século XIX, segundo a qual o desenvolvimento intelectual e social de um indivíduo ou de um povo depende de sua raça - ou seja, afirma que fatores culturais são determinados pela biologia. A doutrina justificou o domínio e a expansão da África e das Américas pelos impérios europeus. No Brasil, a discriminação afeta principalmente pretos e pardos, descendentes dos escravos africanos, que libertados em 1888, foram lançados à margem da sociedade, sem educação, terra nem trabalho que lhes permitissem sobreviver e ascender socialmente.
Raças Humanas - A partir da metade do século XX, o conceito de raças humanas passa a ser questionado pela ciência. Pesquisas mostram que podem existir mais diferenças no código genético de dois brancos do que entre o de um branco e um negro.

OBS.:Todo o texto foi tirado da revista "Atualidades Vestibular"

Minha opnião: Bom, nos percebemos que o preconceito aqui no Brasil é implícito, a maioria de nós dizemos não ser racista, porém quando vemos um negro mal vestido na rua pensamos logo que é assaltante, que é de uma favela e não percebemos que aquele negro é mal vestido por causa da negligência da nossa sociedade não a sua cor, mas sim a sua situação social.



Como pometido ontem, postei o texto da revista hoje! Espero que gostem.
Sabem aquele professor de quem falei ontem, que quebrou a perna? Então, todo mundo achando que hoje não teria aula dele... adivinha? Ele foi dar aula e estava perfeitamente bem, nem parecia que tinha engessado a perna, mas engessou e tirou de noite ¬¬', mas enfim né.
Amanhã provavelmente eu vá pra casa de Mari *-*, quando eu voltar posto aqui e coloco algumas fotos (:
Hoje é o aniversário da minha avó *-*, mais tarde vou na casa dela fazer uma surpresa!
Sem mais
Beijos:*



Amigas
quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009


O melhor de uma amizade é a sinceridade. Falar o que tá dando errado na relação, mesmo que isso não seja agradável. No meu círculo de amizades nós somos 7, um grupo grande que às vezes tem suas divisões, é claro. Bom, Maria Clara veio ter uma DR comigo hoje, pois é quem disse que DR era só pra namorados?, falou que nossa amizade não era mais como antes. Nós nos resolvemos e depois eu analisei e vi que essa pequena 'discussão' irá nos fortalecer, tanto como amigas, tanto como pessoas. Isso mostra que a base de uma amizade é a conversa, quando surgir um problema o melhor é sempre demonstrar sua opnião dialogando.




Mais um dia normal, fui liberada mais cedo da aula do seriado hoje, porque o professor MAIS QUERIDO do colégio (sim, isso foi uma ironia) quebrou a perna. Aí a gente contou isso pra um menino do segundo ano que ligou pra outro pra dizer isso, que depois ligou pra mais outro e agora por causa da fofoca todo mundo que não sabia, já sabe (:





- Hoje eu tive uma idéia pra pôr aqui (:. Como eu tô com 2 revistas sobre atualidades que caem no vestibular, então toda semana (acho que nas sextas) vou colocar aqui um texto sobre um assunto atual e polêmico :D!


Sem mais.
Beeijos*:


Sociedade
quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009


Sociedade: Produto de nossas relações


Se pergunte o que é o si mesmo. Veja bem, para você dizer quem você é, é preciso analisar as suas relações com as demais pessoas ao seu redor, afinal você só pode ser tímido se não se sentir à vontade com as outras pessoas, só pode ser exrovertido com as outras pessoas, só pode ter espírito de liderança se tiver a quem liderar. Então nós concluímos que somos o produto das nossas relações em sociedade.


Esse é o tema do colégio esse ano, então resolvi colocar alguma coisa sobre, aqui.
E por falar em colégio, amanhã tem aula \O/, vão me achar estranha (se bem que ninguém lê aqui, então não tem como me acharem estranha oe), mas eu realmente gosto de ir pro colégio, enfim. E pra minha alegria vou passar o dia inteiro por lá amanhã, já que vai ter aula do Seriado.
É isso ae, sem mais a acrescentar!
Beeijos*:
P.S.: Acadêmicos do Salgueiro, tá ganhando na apuração aeaeaeaeae O/



Carnaval
terça-feira, 24 de fevereiro de 2009


É carnaval. Aonde se vai o assunto é esse, na televisão, roda de amigos, rua, enfim. Se você é como eu e não gosta de carnaval deve ficar irritado com isso, pois é, eu fico. E morar em Recife, a cidade que tem o carnaval mais bonito do Brasil, (sim, eu não gosto de carnaval, mas valorizo a minha cidade) não ajuda muito se você quer evitar o tema. As ladeiras de Olinda, as ruas do Recife Antigo, estão todas lotadas de gente animada querendo aproveitar os dias longe das obrigações, e aqui o ritmo não se limita só ao frevo, tem de tudo, maracatu, samba, axé, forró, é uma diversidade incrível, até eu que não gosto fico impressionada com tudo isso. Ainda bem(ou não), que isso tudo já tá chegando ao fim, se bem que eu aposto que na quinta-feira o assunto vai continuar sendo o carnaval e quem foi pra onde nesses dias, mas eu como sempre não vou ter nada para contar e que fique claro que isso é uma opção!

Parabéns para Luísa, que fez aniversário no domingo *-*. Foi linda a sua festa amiga e eu desejo tudo de bom para você, que você aproveite seus 15 anos!

Beijos*:



P.s.: esse não é o meu primeiro blog, eu não estou procurando fama, apenas um lugar para desabafar nem que seja para mim mesma. Desisti do meu outro blog porque eu não tinha saco para responder os comentários e pros selos que me mandavam :x.


Profile
quem vos escreve!


Lua Lima
Não posso me definir. O que eu disser aqui agora pode muito bem mudar amanhã! O que não muda nunca é o meu amor pela família, pelos amigos verdadeiros, pela leitura, pela escola, pelos professores, por Harry Potter e pelos meus seriados. Ah, isso eu tenho certeza que não vai mudar nem amanhã, nem nunca


Tagboard
suas impressões

  • Links
    frequento

    Penso que Escrevo.

    Archives
    o que já passou

    Fevereiro 2009
    Março 2009
    Junho 2009
    Julho 2009
    Janeiro 2010
    Fevereiro 2010
    Junho 2010

    Credits

    Designer
    Inspiration