<body>
sábado, 20 de fevereiro de 2010

Amor se escreve com sangue... Não, na verdade se escreve com lágrimas. Várias.
E quando eu pensava que elas viriam em demasia, não chegou nem uma tímida gota. Talvez eu estivesse enganada, talvez não fosse amor. Deveria estar triste com essa constatação, ao invés, me sinto livre, feliz, como se eu pudesse voar novamente.
Provavelmente essa é a sensação de alguém que deixou o passado para trás, as lágrimas para trás, aquele ' amor' para trás. É o que eu sinto agora!


Profile
quem vos escreve!


Lua Lima
Não posso me definir. O que eu disser aqui agora pode muito bem mudar amanhã! O que não muda nunca é o meu amor pela família, pelos amigos verdadeiros, pela leitura, pela escola, pelos professores, por Harry Potter e pelos meus seriados. Ah, isso eu tenho certeza que não vai mudar nem amanhã, nem nunca


Tagboard
suas impressões

  • Links
    frequento

    Penso que Escrevo.

    Archives
    o que já passou

    Fevereiro 2009
    Março 2009
    Junho 2009
    Julho 2009
    Janeiro 2010
    Fevereiro 2010
    Junho 2010

    Credits

    Designer
    Inspiration